Entrevista com a gerente de Qualidade da Aratell, Márcia Christino

Presente em mais de 60 milhões de lares pelo Brasil, o botijão de GLP é um equipamento seguro, eficiente e com diversas aplicações. Para falar como a indústria está preparada para levar um produto seguro à casa dos brasileiros, a gerente de Qualidade da Aratell, Márcia Christino, concedeu entrevista sobre todos os itens de segurança presentes no botijão de GLP, desde a sua fabricação até chegar ao consumidor.
– Quais os principais itens que garantem a segurança do botijão? 

O principal item de segurança de um botijão P-13 (uso doméstico) é seu plug fusível, cuja liga está projetada para fundir entre 70 e 77 graus Celsius, permitindo, assim, o alívio da pressão interna em caso de incêndio. Outro item igualmente importante é a válvula automática, além de seus componentes internos (molas e o’rings). As roscas de fixação e utilização, conectadas respectivamente ao botijão e ao regulador, devem ser estanques, não permitindo vazamento do produto GLP ao exterior. Além desses itens, todo o processo de fabricação em si com a realização de ensaios e testes garantem que o botijão seja um produto totalmente seguro.

 – Quais os testes que são feitos nos botijões que atestam a sua segurança? 

Ensaios dos materiais utilizados como a chapa de aço, consumíveis de soldagem, tinta e materiais acessórios são realizados já no recebimento do produto. A fabricação segue o prescrito em norma, e ensaios em 100 % dos botijões são feitos para testar sua estrutura e estanqueidade com duas vezes sua pressão de trabalho e também ensaios da vedação das uniões roscadas. Também são realizados em laboratório ensaios mecânicos e hidrostáticos por lote para garantir a boa soldagem e o tratamento térmico necessários.

 – Há o mito popular de que o botijão explode. O que realmente acontece com ele em um acidente?

 O plug de segurança do botijão, conforme dito anteriormente, em meio a um incêndio rompe sua liga fusível, dando passagem ao gás do interior do botijão, queimando-o por completo e sem o risco do botijão explodir. Porém, o vazamento de gás GLP em ambientes fechados, esse sim pode causar incêndio e explosão no entorno, por isso cuidados como verificar possíveis vazamentos e o armazenamento dos recipientes de GLP em locais arejados são importantes. 

 – Após comprar o botijão, como o consumidor pode ter a garantia de estar utilizando um produto seguro?

 Toda a empresa fabricante de botijões deve obter a certificação compulsória de seus produtos junto a um Organismo de Certificação de Produtos (OCP) acreditado pelo INMETRO e cumprir com os requisitos mínimos exigidos na norma de fabricação NBR 8460. O botijão sai de fábrica com o nome da distribuidora gravado em alto relevo; por isso, observar se o nome gravado no botijão corresponde ao da distribuidora da revenda já é uma boa garantia de ter um produto seguro.

 – Quais as dicas para garantir um uso seguro do botijão?

 Observar o lacre na válvula no momento da compra, além de seguir sempre as recomendações da distribuidora. No momento da troca do botijão, é importante verificar também as condições dos outros itens como fogão, mangueira e regulador.

Sobre

O site Energia Excepcional é o ambiente criado para aumentar a conscientização sobre as características excepcionais do GLP através dos materiais produzidos pelas Câmaras Temáticas do GLP.

Assine a Newsletter

Assine a Newsletter e fique por dentro das novidades

Fale Conosco​

Caso queira participar das Câmaras Temáticas do GLP, envie um e-mail para:

faleconosco@energiaexcepcional.com.br